Tamanho do texto

Executivo da Nintendo morreu na última sexta-feira (17), vítima de câncer

Morreu na última sexta-feira (17) o empresário Alan Stone , co-fundador e ex-vice-presidente da Nintendo of America . De acordo com o obituário obtido pela imprensa americana, a causa da morte foi um câncer.

+ Nintendo 64 completa 20 anos no Brasil e ainda tem lugar no coração dos fãs

Alan Stone, co-fundador da Nintendo of America, morreu na última sexta-feira (17)
Reprodução
Alan Stone, co-fundador da Nintendo of America, morreu na última sexta-feira (17)

Stone foi peça fundamental na implementação da Nintendo nos Estados Unidos e no ocidente. A empresa japonesa chegou à América em 1981 e o executivo foi muito importante para a distribuição de títulos como Radar Scope e Donkey Kong no continente. O segundo título vendeu 60 mil cópias só nos Estados Unidos.

+ Assista ao primeiro unboxing do Nintendo Switch

Já na gigante japonesa, ele também ajudou a desenvolver o NES, um dos consoles mais importantes da história dos videogames.

Ida para a Sega

Em 1994, Stone deixou a empresa e se juntou à Sega, sua principal rival. Lá, ele foi presidente e CEO por 10 anos. Depois de deixar a criadora do Mega Drive, o americano continuou trabalhando com games e tecnologia. Seu mais recente emprego foi como um dos membros do conselho da Nanotech Media.

+ Nintendo revela armazém cheio de consoles antigos (e que ainda funcionam!)

A morte de Alan Stone gerou repercussão no mundo dos games. Michael Green, da UDC no Reino Unido, usou o Facebook para lamentar. "Foi com muita triste que fiquei sabendo que Alan Stone, um de meus amigos mais antigos, morreu", postou. "Ele lutou bravamente contra essa doença terrível e manteve sua honra e bom humor. Ele era um executivo com máxima integridade e ética de negócios", continuou. "Ele construiu muitas amizades durante todos esses anos que duram até hoje."

O co-fundador da Nintendo morreu poucos dias antes do maior lançamento da empresa japonesa nos últimos anos, o Switch. O novo console da Nintendo chega ao mercado no dia 3 de março e custará US$ 299 (cerca de R$ 930) nos Estados Unidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.