Tamanho do texto

Stories Untold é o jogo de terror que mistura universos fantásticos da literatura e do cinema da década de 80 para criar o seu próprio

O que " Stranger Things ", Stephen King e " Além da Imaginação " têm em comum? Nada. Mas Stories Untold tem um quê de tudo isso. O jogo é de terror, mas mistura diversos universos fantásticos, a fim de criar o seu próprio.

Leia também: Descoberta da Semana: procure relíqueas em aventuras com Caçadores de Tesouros

Stories Untold misturas universos semelhantes a
Reprodução
Stories Untold misturas universos semelhantes a "Stranger Things", livros de terror de Stephen King e "Além da Imaginação"

Desenvolvido pela Devolver Digital, o game Stories Untold traz toda a nostalgia dos anos 80 para os dias de hoje, com uma jogabilidade inspirada nos games que ficaram populares naquele período, além de relembrar filmes da época da fita cassete, como " ET ", "Além da Imaginação" e vários outros.

Basicamente, o game consiste em quatro episódios, representados pelas famosas fitas de vídeo. Cada um tem uma temática diferente e aparentemente independente dos outros. O episódio número um embarca no universo de Stephen King e leva o usuário a uma viagem totalmente assustadora e alucinante. Já a segunda fita tem uma vibe de ficção científica, como no filme "ET". O terceiro episódio inunda o game de suspense. Já o quarto e úlitmo capítulo do jogo dá o final pelo qual todos estavam esperando.

Leia mais: PlayStation Now: Plataforma vai incluir em seu catálogo títulos do PS4, diz Sony

Cada episódio é aberto por um gameplay de texto, onde uma história é contada, mas algumas pontas ficam soltas. Conforme os fatos vão sendo apresentados, vai ficando claro que este ou aquele elemento tem algum tipo de relação. Em certo ponto, é possível chegar à conclusão de que as histórias de conectam, ainda que de forma misteriosa.

Embora essa não seja a solução mais interessante, somente ao final do quarto capítulo é que as respostas para todas as dúvidas que surgem durante o jogo são dadas. Esse é o tipo de jogo que prende o usuário, e que o faz jogar compulsivamente até acabar e desvendar todos os mistérios.

Contudo, a revelação feita no final é muito grande. Muito mesmo. Seria mais emocionante se a produtora preferisse deixar algumas pontas soltas. Isso certamente faria com que surgissem muitos posts no Reddit com teorias malucas de gamers sobre a forma como as conexões entre as histórias são feitas. De qualquer forma, o que vale é o caminho que o jogador faz para chegar a estas respostas.

O jogo todo tem uma duração média de três horas alucinantes, recheadas de reviravoltas e tensão. A mecânica do game merece um destaque especial: a princípio, o jogador pode acreditar que está diante de um jogo de texto comum, onde deve digitar quais as ações que deseja que seu personagem realize. Porém, conforme o usuário avança no game, vai percebendo que este é um jogo que expande as fronteiras do gênero ao qual está inserido.

Isso já fica claro ao final da primeira história, onde o jogador se vê decifrando códigos, preparando experimentos e, quem sabe, até levantando da cadeira virtual onde está sentado. Isso porque, ao digitar as ações desejadas, o computador vai explicando quais são as consequências. Talvez, o foco dessa ou daquela pista seja algo que o usuário esteja ignorando, ou então, o personagem pode não estar sozinho na casa. Ou ainda, alguma coisa esteja a espreita lá fora.

De qualquer forma, esse game indie é criativo, apesar de rápido. Ele leva os gamers ao universo dos anos 80, mas não transforma isso no foco narrativo do game. Aqui, o universo fantástico a ser explorado são as pessoas.

Leia mais: As melhores cenas de sexo explícito nos jogos de videogame

Stories Untold está disponível para Microsoft Windows, via Steam .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.