Tamanho do texto

Maior youtuber do mundo foi acusado de disseminar mensagem anti-semita em alguns vídeos; sueco perdeu o contrato com Maker Studios, da Disney

O youtuber PewDiePie perdeu um contrato com a Maker Studios, subsidiária da Disney , após acusações de espalhar mensagens anti-semitas em seus vídeos. 

+ PewDiePie ameaça excluir canal do YouTube e engana a internet inteira

O sueco PewDiePie foi acusado de anti-semitismo e perdeu um contrato com a Disney
Reprodução/Youtube
O sueco PewDiePie foi acusado de anti-semitismo e perdeu um contrato com a Disney

Os alvos dos protestos são alguns vídeos em que PewDiePie faz piadas com judeus. Mas, o vídeo mais controverso é um que dois indianos aparecem segurando placas dizendo "morte a todos os judeus". Os rapazes foram contratos pelo sueco para participar do vídeo.

Em comunicado divulgado à imprensa, a Maker Studios explicou a decisão de encerrar o contrato com o maior youtuber do mundo. "Apesar dele ter criado seguidores por ser provocativo e irreverente, ele claramente foi longe demais nesses casos", disse a empresa.

Piadas

Em sua defesa, o youtuber Felix Kjellberg disse que tudo não passou de uma piada. "Eu estava tentando mostrar como o mundo moderno pode ser louco, principalmente os serviços online", explicou. "As pessoas fazem de tudo por cinco dólares", continuou.

+ Ex-atriz pornô, Bárbara Costa fala sobre o Barbaridade Nerd, seu canal geek

Os dois indianos chamados por Kjellberg para segurar as placas com as mensagens anti-semitas foram contratados através de uma plataforma online onde pessoas se dispõem a fazer qualquer tipo de trabalho em troca de pagamento. Por isso, o sueco argumenta que o vídeo foi uma espécie de experiência.

Mesmo dizendo que tudo não passou de uma brincadeira, o youtuber reconhece a gravidade de seus atos. "Apesar de não ser minha intenção, eu entendo que essas piadas foram ofensivas", disse o sueco.

PewDiePie contratou indianos para segurar uma placa dizendo
Reprodução/Youtube
PewDiePie contratou indianos para segurar uma placa dizendo "morte a todos os judeus"

Em outros vídeos, o youtuber já havia mostrado suásticas desenhadas por fãs, além de ter tocado o hino partido nazista e ter feito uma saudação a Adolph Hitler. Ele afirma que tudo não passou de uma brincadeira. Antes, no passado, o sueco já havia sido banido do Twitter por ter feito uma piada com o Estado Islâmico.

+ Jogador de Counter-Strike é banido por mil anos por assediar menor de idade

YouTube

Além de ter perdido o contrato com a Disney, o Felix Kjellberg também foi boicotado pelo Google. A empresa cancelou a segunda temporada do programa "Scare PewDiePie" no YouTube Red.

"Decidimos cancelar o lançamento da nova temporada do programa e também estamos tirando o canal dele do Google Preferred", confirmou a empresa. O Google Preferred é um serviço de anúncios curado pela própria gigante da internet.

Maior youtuber do mundo, PewDiePie ficou famoso por gameplays, principalmente de Minecraft. O sueco tem mais de 50 milhões de inscritos e seus vídeos passam de 14 bilhões de visualizações. Em 2016, ele ganhou cerca de R$ 58 milhões no YouTube.

    Leia tudo sobre: YouTube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.