Tamanho do texto

Empresa japonesa se destacou em 2016 com o PlayStation Pro e o PSVR

Quem é fã da Sony teve motivos de sobra para se gabar em 2016. Com lançamentos marcantes, como o PlayStation Pro e o inovador PlayStation VR , a empresa japonesa foi um dos merecidos destaques no ano no mercado de games, agradou aos fãs e, de quebra, conquistou novos.

+ Battlefield, CoD e +: Veja a lista de games compatíveis com o PlayStation 4 Pro

O PlayStation VR foi uma das grandes novidades da Sony em 2016; acessório deve chegar ao Brasil no ano que vem
Reprodução/Polygon
O PlayStation VR foi uma das grandes novidades da Sony em 2016; acessório deve chegar ao Brasil no ano que vem

Desde 2013, a Sony vem concentrando seus esforços no PS4 , que chegou ao mercado em novembro daquele ano. Desde então, foram mais de 50 milhões de consoles vendidos em todo o mundo, sendo cerca de 10 milhões vendidos apenas entre maio e dezembro deste ano.

Mas 2016 foi o primeiro ano em que a gigante japonesa lançou novidades para o console. Em setembro, foram lançadas duas novas versões do PS4: o Slim, uma edição compacta do original, e o Pro, uma versão mais poderosa ainda.

Realidade virtual

Apesar disso, o que fez mesmo a companhia ter se destacado tanto foi o PlayStation VR. Largando na frente das concorrentes Microsoft e Nintendo, a empresa foi a primeira a levar a realidade virtual para seu console. Só na semana de lançamento, o acessório vendeu mais de 50 mil unidades no Japão – e, segundo comunicado oficial divulgado em novembro, as vendas globais estão seguindo as projeções.

+ The Last of Us II é anunciado na Playstation Experience

O que mais importa no PSVR é a possibilidade dos jogadores entrarem neste universo em expansão. Apesar de não oferecer a imersão e a qualidade de outros acessórios de realidade virtual, a nova ferramenta do PlayStation é muito mais acessível do que os Oculus Rift e o HTC Vive, por exemplo. Nos Estados Unidos, o kit é vendido por US$ 400, cerca de R$ 1.350. No Brasil, os outros óculos podem chegar a R$ 10.000. Além disso, o acessório oferece novas experiências a games como Batman: Arkham e Resident Evil 7.

Games exclusivos

Para quem tem um PS4, mas ainda não pode bancar o PSVR, o ano também foi bom. Em 2016, a empresa lançou alguns exclusivos para o console, com destaque para Uncharted 4: A Thief's End e The Last Guardian.

O primeiro é considerado um dos melhores jogos do ano, vendendo quase 3 milhões de cópias em todo o mundo só na semana de lançamento, em maio. Já The Last Guardian é um caso de amor para os Sonystas. Anunciado em 2007, o game foi finalmente lançado neste ano e conquistou a crítica: veículos como The GuardianTime deram nota máxima ao jogo.

Originalmente desenvolvido para PlayStation 3, The Last Guardian demorou tanto para sair que acabou ficando para o PS4. Mas o game é tão detalhista que a versão regular do console não consegue dar conta de tudo. Por isso, o jogo roda melhor no PS4 Pro – e esta é só mais uma das vantagens de quem usa o novo hardware.

Apesar de ter sido atacado pela Microsoft, o PS4 Pro é atualmente o console mais potente do mercado. Mas, segundo os concorrentes, isso deve acabar quando a empresa americana finalmente lançar a nova versão do Xbox One. Enquanto isso não acontece, o Pro segue vendendo bastante: só na semana de lançamento, foram 40 mil unidades vendidas no Reino Unido.

+ Os dez melhores games de 2016

Futuro promissor

Para o próximo ano, a empresa japonesa deve manter o ritmo. A expectativa é que o PSVR e o PS4 Pro finalmente cheguem a outros mercados, como o brasileiro. Além disso, 2017 terá o lançamento de mais títulos exclusivos do console, como o aguardado Horizon: Zero Down e The Last of Us Part II.

Mas ganhar 2017 promete ser um desafio mais complicado do que foi neste ano. Enquanto a Sony dominou os lançamentos, suas concorrentes guardaram as novidades para o próximo ano. A Microsoft virá com o novo Xbox One, enquanto a Nintendo lançará o esperado Nintendo Switch. Com todos os produtos no mercado, resta saber quem o público irá escolher.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.