Tamanho do texto

Da mesma época de Doom, The Theater leva o jogador a um cinema maldito e promete te arrepiar de medo do começo ao fim; saiba mais sobre game

Se Sad Satan  não te amedrontou, este jogo vai: imagine-se andando por uma longa rua cheia de casas abandonadas. Você para em frente a uma fachada envelhecida, com lançamentos já fora de época. Você decide entrar no prédio e... então está em um cinema abandonado. Na cena, há apenas o bilheteiro te olhando, de um canto. Não importa em que lugar da sala você esteja, ele está lá. Te olhando o tempo todo. É assim que começa o misterioso game The Theater.

The Theater é o jogo maldito e perturbador que leva o jogador a um cinema abandonado
Reprodução/Youtube
The Theater é o jogo maldito e perturbador que leva o jogador a um cinema abandonado

Muitas lendas cercam The Theater , e muitas pessoas chegam a afirmar que o game não passa de uma lenda urbana criada para perturbar a assustar as crianças. Contudo, não é difícil encontrar relatos de usuários que jogaram o game do bilheteiro do cinema maldito. 

Lançado na mesma época que o icônico Doom , relata-se que o game do cinema maldito foi lançado apenas para PC , e vinha em um CD-ROM com capa simples, branca, com apenas as palavras "The Theater" gravadas nela. Apenas isso. Não há nome do desenvolvedor ou qualquer outra informação, só o nome do jogo em uma capa totalmente branca, na frente e atrás.

Em si, o jogo não é assustador. É apenas perturbador. Incialmente, o game é conhecido pela sua incapacidade de ser instalado corretamente nas primeiras tentativas. O processo de instalação pelo CD-ROM costumava travar o computador ao chegar na parte do contrato de licença. Outra particularidade é que, nesse contrato, onde deveria estar o nome do desenvolvedor responsável pelo game, aparece apenas uma linha em branco.

Fachada do cinema abandonado de The Theater
Reprodução
Fachada do cinema abandonado de The Theater

Os usuários que adquiriram as cópias originais afirmam que descobriram um modo de instalar o game - basicamente, consiste em reiniciar o computador quando for solicitado que o usuário aceite os termos e condições da licença do jogo, com o CD ainda dentro do computador. Após essa etapa, o jogador seria levado a uma tela onde deveria clicar em Aceitar. A instalação prosseguiria normalmente depois disso. E então, finalmente, o jogo seria iniciado.

Em primeira pessoa, o jogador se vê andando por uma rua vazia e entraria em um cinema abandonado. No menu, é possível escolher entre as opções Novo Jogo, Carregar e Opções. Ao selecionar Opções, o jogo trava e volta para o desktop. O comando Carregar simplesmente é desabilitado; não funciona. Dessa forma, Novo Jogo é sempre a única opção disponível.

Missão: matar zumbis! Confira a seleção de games para acabar com os mortos-vivos

Com a única opção disponível selecionada, o jogo em primeira pessoa começa. O personagem está parado em um saguão vazio de um cinema. Não há mais ninguém no local. Exceto pelo bilheteiro, que está parado em um canto. Te observando. Ele tem um corpo ovalado vestido em um colete vermelho. Sua pele é muito branca e contrasta com os lábios, de um vermelho intenso. O bilheteiro é extremamente mal desenhado, pixelado. Uma de suas mãos é disforme, enorme demais para o corpo.

Há um corredor escuro, que supostamente leva às salas de exibição. De início, o jogador não tem nenhuma outra atividade a não ser observar por algum tempo os cartazes de filmes - mal desenhados - ou conversar com o bilheteiro sinistro. Movendo para perto do funcionário, um clipe de voz de péssima qualidade é executado, onde é possível ouvir "Obrigado! Por favor, aprecie o filme!", e uma caixa de diálogo com o mesmo texto é exibida na tela.

The Theater, o game do cinema maldito
Reprodução
The Theater, o game do cinema maldito

E então, o personagem é liberado para explorar o corredor vazio e escuro. E quando faz isso, está de volta ao saguão principal. A única coisa a se fazer é repetir a ação. E de novo. E de novo. Pegar um bilhete, explorar o corredor e ser transportado de volta ao salão principal do velho cinema.

Os usuários que jogaram o game relatam que, após repetir as ações descritas acima um número desconhecido de vezes, o jogo torna-se realmente perturbador, e uma série de acontecimentos inquietantes aterrorizou os jogadores. A primeira ocorrência é quando, após explorar o corredor vazio e ser mandado de volta ao salão principal, o bilheteiro está ausente. Sem outra opção, o jogador apenas pode andar pelo corredor vazio.

O clipe de som e a caixa de diálogo são constantes, apesar da ausência do funcionário. Ao explorar o corredor desta vez, a tela não desaparece. Todo o cenário vai escurecendo a medida que o personagem avança corredor adentro, mas o solitário barulhos dos passos não desaparece a medida em que ele vai seguindo pela escuridão. Nesse ponto, os usuários afirmam que andar neste corredor causa sensações ruins, como se algo extremamente ruim estivesse para acontecer a qualquer momento.

Depois de muitos passos, o jogador simplesmente chega ao final do corredor; ele não pode mais se mover para frente. Por alguns momentos, não há nada. Porém, eis que surge o bilheteiro. Mas algo está errado com ele. Seu rosto sumiu e foi substituído por um redemoinho vermelho. Essa cena é, com  certeza, extremamente desconfortável. O redemoinho encara o jogador por alguns instantes.

O bilheteiro com cabeça de redemoinho, de The Theater
Reprodução
O bilheteiro com cabeça de redemoinho, de The Theater

E então, um grito desesperador e muitos bugs tomam conta do jogo. Isso dura alguns minutos, e o grito ainda ecoa. Então, subitamente, o jogador é transportado de volta ao saguão, onde todos os sons e gráficos estão de volta ao normal. O jogo continua como antes, com as ações de falar com o bilheteiro, andar pelo corredor e ser jogado de volta ao início. Em alguns momentos, o bilheteiro com cabeça de redemoinho aparece no canto da tela, apenas para desaparecer em seguida, com um som bastante semelhante a um ganido.

E então, alguns momentos depois, o jogador vê o bilheteiro mover-se rapidamente para frente e para trás. Note que não há animação em The Theater, o que faz com que o funcionário apenas pule, com os membros estáticos. Nesse momento, seus olhos estão arregalados e sua boca, aberta, em uma tentativa de demonstrar preocupação. Enquanto isso acontece, é possível notar que os cartazes dos filmes foram substituídos por imagens do bilheteiro com cabeça de redemoinho. Isso faz com que o personagem vire sua cabeça em direção ao funcionário e rapidamente se aproxime do bilheteiro.

Em outro caso, ao se aproximar do vendedor, o um clipe de som diferente é tocado. A caixa de diálogo, no entanto, apresenta apenas caracteres corrompidos. Devido a sua baixa qualidade, há muitos questionamentos acerca do que é dito desta vez. O consenso geral é que o bilheteiro diz "Nunca alcancem os outros níveis". E então, o jogo ao volta ao saguão principal. Contudo, o bilheteiro desapareceu e a porta de saída está bloqueada com uma parede de tijolos. Ao tocá-la, o jogo travará automaticamente.

Pokémon GO terá evento especial para comemorar o Halloween

Todos os exemplares originais do game The Theater parecem ter sido perdidos ou destruídos, apesar de que algumas supostas cópias ainda circulam pela internet. Talvez, a parte mais apavorante dessa história não seja os sons ou o comportamento estranho do bilheteiro. Quem jogou, afirma ter visto o bilheteiro com cabeça de redemoinhos pelo canto dos olhos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.