Tamanho do texto

Em "Halo", acompanhe a saga do herói Master Chief para impedir a destruição de toda a vida intergaláctica e eliminar a praga Flood

Uma das séries preferidas dos fãs do Xbox, “Halo” é uma franquia de jogos de ação e ficção científica militar em primeira pessoa  daquelas que faz valer  a pena comprar um console só para jogá-la.

LEIA MAISBeta de “Battlefield 1” já está disponível

Exclusiva do Xbox, a série
Divulgação
Exclusiva do Xbox, a série "Halo" é uma das preferidas dos adeptos do console da Microsoft

A trama do game “ Halo ” gira em torno de uma guerra intergaláctica entre seres humanos e uma aliança teocrática alienígena, os Covenant . Eles são governados por seus líderes religiosos, conhecidos como Profetas. Essa raça venera uma antiga civilização chamada Forerunners, que foi extinta após um intenso combate com uma raça parasita, os Floods .

Esses parasitas se espalharam pela galáxia em busca de novos hospedeiros e infestaram as outras formas de vida. Como último recurso para tentar conter a infestação, os Forerunners usaram instalações chamadas Arks , mega-estruturas conhecidas como Halos , que, uma vez ativadas, seriam capazes de destruir toda a vida da galáxia, o que minaria o alimento dos Floods.

Cerca de cem mil anos depois, já no século  XXVI, a humanidade avançou e colonizou vários mundos, sob o comando da UNSC (Comando Espacial das Nações Unidas), e um lendário guerreiro chamado Master Chief, o protagonista da franquia. Isso só foi possível graças ao avanço de uma tecnologia conhecida como slipspace, que permite viagens mais rápidas que a velocidade da luz, o que desencadeou uma intensa guerra civil intergaláctica. Para conter as tensões, a UNSC criou um batalhão de elite que age secretamente, controlando os grupos rebeldes e reprimindo as revoluções.

Franquia
Reprodução/Youtube
Franquia "Halo"

Em 2552, os Covenant chegam ao planeta Reach, último reduto dos terráqueos antes da Terra. Desconhecendo os poderes da matriz Halo, os Covenants acreditam que trata-se de um dispositivo que os levaria a vitória e fazem um bombardeio ao anel conhecido como Instalação 04. Essa decisão equivocada libera os Floods. Os heróis então são informados pela unidade de inteligência artificial Cortana que a ativação do Halo significa a destruição de toda a vida consciente da Terra. De forma que os protagonistas explodem a instalação e assim, impedem a fuga dos parasitas.

Os inimigos, ainda ignorando o potencial destrutivo do dispositivo Halo, tentam disparar contra a Instalação 05, a fim de cumprir sua profecia religiosa. Para tanto, lançam um ataque sobre a Terra. Uma das raças dominantes, chamada Elite (ou Sangheili), acaba descobrindo o real propósito do dispositivo e alia-se aos seres humanos, afim de evitar a ativação do dispositivo e a posterior destruição de toda a vida intergaláctica.

Embora tenham sido bem sucedidos, o desligamento inesperado da Instalação 05 iniciou um protocolo de segurança. Isso permitiu que todos os anéis possam ser disparados de uma única vez, a partir de um local conhecido como Ark. Como ainda ignoram os reais propósitos dos anéis de Halo, o Alto-Profeta da Verdade dos Covenants e todas as espécies leais a eles marçam rumo à Terra, onde acreditam que o Ark está escondido.

LEIA MAIS: Desenvolvedora adia lançamento de “Gran Turismo Sport” para 2017

Uma enorme e sangrenta batalha se trava na Terra, entre humanos, Covenants e os parasitas Floods. Derrotados, os seres dominantes fogem do planeta através da tecnologia slipspace, enquanto os Floods são exterminados no planeta. Essa ação violenta resulta na devastação do continente africano.

Os heróis encontram uma mensagem deixada pela unidade de inteligência artificial Cortana em uma nave parasita e seguem o Alto-Profeta da Verdade através do portal de slipspace. Viajando através desse portal, os seres humanos e os Elites aliados descobrem uma imensa estrutura artificial conhecida como Ark, localizada além das bordas da Via Láctea. Enquanto isso, a cidade sagrada dos Covenants é invadida pelas pragas Floods.

Gameplay de
Reprodução/Youtube
Gameplay de "Halo"

Depois de uma série de mortes resultantes de violentas batalhas, o grupo descobre que o Ark está construindo um novo anel para substituir o que fora destruído. Eles decidem então destruir esse anel, e assim eliminar os Floods no Ark e poder retardar a destruição da vida na galáxia. Para ativar o anel, o protagonista resgata a unidade Cortana, que possui o Index de ativação do Halo destruído, na cidade sagrada dos inimigos. Porém, na sala do anel de Halo, o grupo de protagonistas descobre que, como o anel não está completo, sua ativação prematura acabaria por destruir o anel, o Ark e toda a vida consciente da galáxia.

A força da explosão do anel na cidade sagrada danificou o portal de slipspace, o que faz com que os protagonistas fiquem a deriva no espaço. Um memorial é construído na Terra para relembrar os mortos na guerra entre humanos e Covenants.

Quatro anos depois da destruição do Ark, o protagonista é acordado por Cortana de seu sono criogênico, apenas para ser avisado de que está sendo atacado por um grupo inimigo dissidente dos Covenants. Presos em um poço de gravidade artificial, os dois são puxados para baixo, com os restos da nave Forward Unto Dawn, para a superfície do planeta artificial Forerunner de Requiem. Eles recebem um sinal de uma nave da UNSC, atendendo ao pedido de socorro. O protagonista tenta avisar à nave que ela não deve se aproximar do planeta. Sem sucesso, a nave se aproxima e eles partem para o núcleo do planeta artificial, em uma tentativa de desativar o que parecem ser bloqueadores de sinais, mas, em vez disso, eles liberam um hostil guerreiro.

Gameplay de
Reprodução/Youtube
Gameplay de "Halo"

Com muita luta, os heróis conseguem escapar e chegar à nave Infinity, que caiu na superfície de Requiem e também foi capturada pelo poço de gravidade. Durante esse tempo, Cortana revela que está se tornando "rampant", um estado em que inteligências artificiais armazenam muita informação em suas bases de dados e começam a beirar o estado de insanidade. Isso é comprovado a medida que Cortana vai se tornando mais errática ao longo do tempo.

Desafiando as ordens do capitão da Infinity para desativar a unidade de inteligência artificial, o protagonista sai em perseguição ao inimigo, empreendendo um grande esforço para evitar que ele ache o Composer, escondido na Estação de Pesquisa Ivanoff, localizado em um cinturão de asteróides próximo a outro dos antigos anéis do Halo (identificado como Instalação 03). O herói falha em impedir o inimigo. Este reativa o Composer e realiza um teste na Estação de Pesquisa, desintegrando todos os seres humanos dentro da base.

LEIA MAIS:  "Pokémon GO" para Windows Phone?

Seguindo o dispositivo através de portal slipspace até a Terra, os protagonistas do game sobem a bordo do Composer para destruir o equipamento e o inimigo, que está em seu controle. O guerreiro humano leva um artefato nuclear, enquanto a unidade Cortana duplica seu programa repetidas vezes nas bases de dados dos computadores do Composer, afim de sobrecarregá-los. O grande inimigo tenta matar nosso herói, mas a unidade inteligente intervém, permitindo que ele possa ativar o dispositivo nuclear e destruir o Composer, salvando o planeta Terra. Cortana protege o herói da explosão e este é seu último ato no game. Ele é deixado para ser resgatado pelas naves da UNSC, enquanto Cortana sucumbe com o Composer.

Recepção

Gameplay de
Reprodução/Youtube
Gameplay de "Halo"

A franquia sempre foi muito bem recebida pelos fãs, e é tida como o melhor jogo de tiro em primeira pessoa já desenvolvido para Xbox. Os games da série “Halo” já venderam mais de 60 milhões de cópias no mundo todo, com um faturamento acumulado que ultrapassa os $3,4 bilhões. Isso é resultado das intensas campanhas de marketing desenvolvidas pela publicadora Microsoft.

    Leia tudo sobre: PS4
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.