Novo título traz novidades à franquia, mas ainda não ameaça supremacia de Call of Duty e Battlefield nos games de guerra

Novo título da franquia Ghost Recon, Wildlands escolheu a Bolívia para ser seu cenário. A edição mais recente do game de guerra da Ubisoft traz novidades importantes, como um amplo espaço a ser explorado, mas ainda não consegue se meter na briga entre Call of Duty e Battlefield.

Leia também: Mass Effect: Andromeda diverte, mas não cumpre expectativas

Ghost Recon Wildlands se passa na Bolívia, em um ambiente de mundo aberto
Divulgação
Ghost Recon Wildlands se passa na Bolívia, em um ambiente de mundo aberto

Todo em mundo aberto, Ghost Recon Wildlands é quase uma guerra num universo do GTA. A trama se passa na Bolívia no ano de 2019, quando um cartel mexicano passou a dominar o tráfico de drogas na região. A atividade dos Santa Blanca torna o país bastante instável, o que faz com que a divisão Ghost invada a região para desmantelar o cartel.

A primeira coisa que chama a atenção em Wildlands é a riqueza de detalhes do game. O jogo começa numa região montanhosa e o jogador deve pegar um carro para ir a um outro ponto. No caminho, é possível ver como o ambiente foi bem pensado e bem desenvolvido, com a paisagem montanhosa e as vilas bem construídas.

Leia também: Aposta da Ubisoft nos eSports, For Honor é garantia de diversão online

Considerado uma das maiores produções da Ubisoft, o game tem nove tipos diferentes de terreno, entre eles montanhas, florestas, desertos e salinas. Cada terreno permite abordagens diferentes. Dependendo do lugar onde a missão acontece, o jogador pode pular de paraquedas, ir de helicóptero ou se embrenhar no meio da mata.

Ainda falta

Se o visual impressiona, a história deixa a desejar. A trama parece não acompanhar a grandiosidade do game, o que frustra quem é mais ávido por cair de cabeça em uma história.  As missões repetitivas também cansam, assim como alguns glitches.

Por ser parte de uma franquia sem muita projeção, Wildlands não é o game que fará com que Ghost Recon tire a hegemonia de Call of Duty e Battlefield, porém é o que mostra que a Ubisoft está no caminho certo para se meter entre os dois gigantes.

Leia também: Ubisoft anuncia parceria com a Netflix e o game Steep para 2017

Mas nada disso é o suficiente para fazer com que a experiência de Wildlands seja ruim. Apresentando um novo conceito em games de guerra, o jogo é uma novidade bem-vinda na franquia Ghost Recon e deve levar os bons aspectos para os próximos títulos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.