Novo game da Ubisoft reproduz batalhas entre vikings, samurais e cavaleiros com uma jogabilidade fácil e opções interessantes; modo história é fraco

Nova aposta da Ubisoft para entrar de vez no mundo dos eSports, For Honor foi finalmente lançado no mês – e a espera valeu a pena. Com uma proposta interessante, bons gráficos e jogablidade atrativa, o game mostra que a produtora francesa não está para brincadeira.

Leia também: For Honor terá compensação para jogadores por falha no online

For Honor é o novo game da Ubisoft focado nos eSports
Divulgação
For Honor é o novo game da Ubisoft focado nos eSports

Em For Honor , o jogador pode escolher entre três clãs: os vikings, os samurais e os cavaleiros. O objetivo do game é exterminar as facções rivais e conquistar território. Mas isso tem que ser feito na raça: todas as batalhas são disputadas em combates corpo a corpo bem sangrentos.

Para isso, o game oferece uma jogabilidade bem interessante. O ponto alto é o total controle do jogador sobre as ações dos personagens, tanto ofensivas quanto defensivas. É possível escolher o movimento de ataque, o lado, a intensidade e outras variáves que mudam a maneira como os jogadores fazem os movimentos de batalha. 

Os combates em si se dão por um sistema que se assemelha ao de turnos. O jogador deve escolher um ataque e torcer para que seu adversário não tenha escolhido defender exatamente aquele ponto atacado. Na hora da defesa, ele deve defender o lugar onde acha que o oponente fará sua próxima investida. Além disso, cada povo tem características próprias e habilidades exclusivas que são levadas em conta nas campanhas.

Multiplayer e single player

Isso é bastante importante no modo multiplayer, a grande força do game. Nas partidas online, os jogadores podem se dividir em equipes de até quatro jogadores e disputarem diferentes modalidades. Uma delas é o modo conquista, em que os humanos lutam por pontos do mapa enquanto bots brigam por outras regiões.

Leia também: Artista da Ubisoft revela suposto game de Assassin's Creed em realidade virtual

Para quem não curte jogar online, o game oferece um modo campanha single player. O jogo offline tem ares de tutorial e ensina a mecânica dos movimentos e das ações. Além disso, explica a mitologia por trás do título e dá a chance do jogador escolher qual povo é o mais adequado para seu estilo de jogo.

Apesar de interessante, o modo single player não é exatamente a melhor coisa do game. A história não é tão bem trabalhada quanto as alternativas do modo online e tem enredo que é pouco atrativo, insuficiente para deixar o jogador vidrado.

Leia também: Watch Dogs 2 vai te transformar no hacker que você sempre quis ser

Se a Ubisoft aplicar sua típica competência na promoção de For Honor, o game tem tudo para se tornar um dos grandes títulos de eSports daqui pra frente. Mas, mesmo se isso não acontecer, o game é garantia de uma ótima diversão para amadores por horas e horas.

    Leia tudo sobre: PS4
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.